CLEMILDO BRUNET DE SÁ

AINDA FALANDO DO TEMPO DOS CIRCOS...

Maciel Gonzaga
Maciel Gonzaga*

O meu mano Massilon sempre me sugere alguns temas para artigos. Um deles era sobre os circos que visitavam Pombal na década de 60. Antecipando-me, em tão boa hora, o mestre Inácio Tavares publicou recentemente a pérola “No Tempo dos Circos”. Uma maravilha! Sempre fui apaixonado por circos e aprendi a gostar vivenciando muitos dos circos citados pelo professor Inácio.

O circo é um dos mais importantes produtores e disseminadores da arte e da cultura no mundo. Encontramos suas raízes nas artes marciais desenvolvidas na China há 5.000 anos, no Egito, nos jogos Olímpicos da Grécia antiga, no Circo Máximus em Roma. Quando a arena transformou-se num espetáculo de horrores com a perseguição aos cristãos, os atletas buscaram refúgio para suas atividades em Constantinopla. Na Idade Média, na Europa saltimbancos acrobatas apresentavam-se nas praças e

Congresso abre a caixa preta e começa viabilizar projetos ignorados

Genival Torres Dantas
Genival Torres Dantas*

Estamos no ápice do espanto com o que foi conseguido pelos movimentos das ruas nas últimas duas semanas. O elevado grau de complexidade pela ausência de uniformidade das causas levantadas, e levadas como bandeiras no desejo coletivo não resta dúvidas que os resultados foram extraordinários. Nossa juventude turbinou, de forma inconteste e num ritmo célere, os trabalhos no executivo e legislativo nacional, fazendo que projetos prioritários e relevados à segundo plano, antes engavetados, fossem colocados em pauta para as providencias cabíveis e com a devida importância de cada um, apesar do atabalhoamento dos congressistas, na tentativa apenas de agradar aos seus eleitores, sem, entretanto, procurar enfocar seus trabalhos numa forma de consenso e mostrando novos rumos ao destino da nação, como é o anseio de todos. Por enquanto há muito correria com produção de papéis, regulando situações e promovendo reformas localizadas, sem, no entanto, o lado prático ser colocado em ação, em outras palavras, muita fumaça e pouco fogo.

O recado dado pela juventude foi objetivo e

XÔ CORRUPÇÃO!

Ignácio Tavares
Ignácio Tavares*

Só existe corrupção porque há corruptores, não é? Isso mesmo, os historiadores registram que a corrupção entrou no Brasil logo após o descobrimento, quando chegaram os primeiros agentes da Coroa a fim de legitimar a posse das terras que Portugal julgava lhe pertencer. A colônia tinha que gerar riquezas para poder cobrir as despesas com a presença dos prepostos do reino e ainda gerar superávit a fim de ser enviado para o tesouro português.

O primeiro produto comercial da colônia foi o Pau Brasil que era vendido em larga escala par a Europa cuja finalidade era servir de matéria prima para extração de tinta para tingir os tecidos da época. Foi a partir daí que apareceram as primeiras manifestações de desvio de conduta, pra não dizer de corrupção, no incipiente território brasileiro. As coisas aconteciam de forma rudimentar, seja as primeiras guias de exportação registravam apenas cinquenta por cento do que realmente era exportado. O restante era rateado entre os funcionários graduados a serviço da Coroa.

Isso foi apenas o inicio. Mais adiante, quando o ouro abundou na província de Minas Gerais, ser corrupto era a regra e

AÇÕES DA JUVENTUDE LEVAM GOVERNO A AGIR

Genival Torres Dantas
Genival Torres Dantas*

As manifestações de ruas iniciadas pelo movimento do passe livre (MPL), ações de estudantes que buscam uma mobilidade urbana de caráter social, sem custo aos usuários e extensivo à toda população, começou a ter efeito junto as autoridades constituídas, levando governadores e prefeitos de grandes centros à suspender os reajustes nas tarifas dos ônibus urbanos e até mesmo metrô, caso específico de São Paulo que cancelou até mesmo o reajuste de pedágio para as autovias nas estradas paulistas.

A vitoria dos manifestantes não pode ser considerado como uma guerra ganha foi apenas uma batalha entre outras que podem vir em decorrência da pauta de reivindicações que são muitas. O MPL também não deve recuar, largando o movimento nesse momento, pois, o sucesso do grupo foi, principalmente, pela participação do povo como um todo, esse conjunto de manifestantes isolado não teria assegurado seus direitos reconhecidos em tão pouco tempo, portanto, é de bom arbítrio que seus líderes continuem ajudando a esse mesmo povo a ter seus anseios interpretados como justos, mantendo-se unido nas ações; também não pode alongar sua pauta, e

ORÁCIO BANDEIRA, PARABÉNS!



HOJE (26) DE JUNHO É O ANIVERSÁRIO DO NOSSO CONFRADE ORÁCIO BANDEIRA. PARABÉNS COMPANHEIRO!


Orácio Bandeira foi considerado um dos radialistas mais privilegiado de Pombal, a desenvoltura e aptidão de seu trabalho, o levaram para diversas emissoras aqui no sertão. A começar da Rádio Maringá, seguindo-se depois, Difusora Rádio Cajazeiras, onde foi destaque no Programa mais ouvido da Região “Boca Quente”. Rádio Educadora de Conceição onde fazia o Jornal do Vale. Rádio Oeste da Paraíba em Cajazeiras com a crônica policial e Rádio Jornal de Sousa com o Programa “Tribuna Livre”. Durante alguns anos Orácio foi correspondente do Jornal Correio da Paraíba e depois de haver transitado por essas emissoras, ainda na Rádio Maringá AM, fez “Um Caso de Polícia” programa de linha independente, obtendo alto índice de audiência no horário do meio dia.
Em 1993 com a instalação da Rádio Liberdade 96 FM, a convite do deputado estadual Levi Olímpio, Orácio veio trabalhar nesta emissora criando um programa que recebeu seu próprio nome. Programa: “Orácio Bandeira”. Em 2001 sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) em pleno gozo do exercício de sua principal função no programa, provocando em definitivo o seu afastamento do rádio.
Orácio, seus ouvintes jamais poderão esquecer a relevância de seu serviço e os que fazem a comunicação esses sim, haverão de reconhecer o contributo dado por você; não somente as rádios de Pombal, mas também a toda região sertaneja

NOSSO POVO ACORDOU...

Clemildo Brunet
Clemildo Brunet*
 
A mobilização começou em Porto Alegre, quando, entre março e abril, milhares de manifestantes agruparam-se em frente à Prefeitura para protestar contra o recente aumento do preço das passagens de ônibus; a mobilização surtiu efeito, e o aumento foi temporariamente revogado. Poucos meses depois, o mesmo movimento se gestou em São Paulo, onde sucessivas mobilizações atraíram milhares às ruas; o maior episódio ocorreu no dia 13 de junho, quando um imenso ato público acabou em violentos confrontos com a polícia.
 
A grandeza do protesto e a violência dos confrontos expandiu a pauta para todo o País. Foi assim que, no dia 17 de junho, o Brasil viveu o que foi visto como uma das maiores jornadas populares dos últimos 20 anos. Motivados contra os aumentos do preço dos transportes, mas também já inflamados por diversas outras bandeiras, tais como a realização da Copa do Mundo de 2014, a nação viveu uma noite de mobilização e

O Brasil precisa de novos paradigmas


Genival Torres Dantas
Genival Torres Dantas*

O Brasil consciente esperava o pronunciamento da Presidente da República, Dilma Vana Rousseff, com ansiedade, o país tumultuado pelas manifestações populares exigia esse ato para ter um rumo a ser seguido, orientado evidentemente pela autoridade maior. O que ouvimos foi um discurso elaborado, e muito bem elaborado, pelo departamento de marketing da Presidência da República, com fins específicos, de mais uma vez, tentar, com palavras, mostrar ações que na prática nada dizem.

É repetitivo, enfadonho, mas é preciso dizer, precisamos de novos paradigmas para o país seguir em paz. O modelo que aí está envelheceu com os repetitivos erros e

Fenômeno deixa Lua maior e mais brilhante na noite deste domingo

sábado, 22 de junho de 2013

Fenômeno deixa Lua maior e mais brilhante na noite deste domingo

A noite de domingo (23) promete ser de espetáculo no céu com a chamada Superlua, um nome popular para se referir ao perigeu lunar, o ponto de maior aproximação do satélite com a Terra.
Espera-se que a Lua esteja 14% maior e cerca de 30% mais brilhante do que em dias normais.
Quem perder a chance de observar o fenômeno só terá outra chance no ano que vem.
Por conta da órbita elíptica, a distância entre a Lua e a Terra varia. A cada 30 dias, ela atinge seu ponto de aproximação máxima com a Terra. No perigeu, ela fica cerca de 356 mil km distante da Terra, enquanto a média é de aproximadamente 380 mil km.
Mas, como na maioria das vezes isso não coincide com a Lua cheia, fica mais difícil perceber o fenômeno.
Victor R. Caivano/Associated Press
Superlua vista no Rio de Janeiro em maio do ano passado
Superlua vista no Rio de Janeiro em maio do ano passado
"Quando o perigeu acontece na Lua cheia, fica bem mais fácil de notar a diferença, especialmente por conta do aumento do brilho", explica Gustavo Amaral Lanfranchi, coordenador do mestrado em astrofísica da Universidade Cruzeiro do Sul.
O pesquisador diz que o melhor horário para observar a Superlua é no início da noite, quando ela está perto do horizonte.
"Assim fica mais fácil comparar com o tamanho dos prédios e das árvores", completa o cientista.
MARÉS
A Lua influencia nas marés da Terra, mas, segundo os cientistas, não há motivos para esperar ondas perigosamente acima do normal.
"A diferença é pequena", completa Lanfranchi.

Momento de Reflexão

Genival Torres Dantas*

Genival Torres Dantas
O Movimento Passe Livre (MPL) faz um estrago violento na vida política do nosso país, ontem (20) enquanto nas ruas o povo caminhava na intenção de mostrar toda insatisfação, pacificamente, pela massa dominante, com palavras de ordens recheadas de desejos reprimidos pela absoluta falta de sensibilidade dos nossos governantes que teimam em fazer o que lhes convém sem dar satisfação dos seus atos ao povo que lhes pagam generosos salários e

O golpe da Pirâmide Financeira está de volta

Maciel Gonzaga
Maciel Gonzaga*

A conduta de tentar obter ganhos ilícitos em detrimento do povo ou de número indeterminado de pessoas mediante especulações ou processos fraudulentos constitui crime contra a economia popular (art. 2º, inciso IX da Lei 1.521/1951). Trata-se da Pirâmide Financeira, que constitui método de captação de recursos voltado para ludibriar eventuais incautos mediante a promessa de ganho fácil que jamais se concretizará, a não ser em benefício daquele que encabeça o grupo.

De acordo com o Ministério da Fazenda, a Pirâmide Financeira é um crime contra a economia popular, já que propõe a oferta de ganhos altos e

NO TEMPO DOS CIRCOS

Ignácio Tavares*

No passado muitas companhias de circos mambembes visitaram Pombal. A maioria era pequenas empresas familiares de atrações limitadas. Para o povo o circo era um raro momento de lazer. Assim sendo, quando era instalado um circo em frente à rua de baixo, os olhares da cidade voltava-se para este lugar. Era um vai e vem de gente a todo o momento na busca de saber quais as atrações que a companhia podia oferecer.

O povo gostava da presença do circo, por isso as arquibancadas eram insuficientes pra tanta gente querendo assistir aos espetáculos. Os frequentadores mais emotivos exaltavam-se ao assistir os dramalhões que o circo apresentava, como última atração do espetáculo. As cortinas eram abertas, assim

Explosão de uma juventude politizada

Genival Torres Dantas
Genival Torres Dantas*

Sinceramente, a impressão que fica é que menoscabamos a capacidade de reação do povo, principalmente da juventude brasileira. Eu, particularmente, não imaginava que em tão pouco tempo um movimento que inicialmente lutava pela redução ou anulação do último reajuste nos preços das passagens para locomoção urbana tivesse uma extensão tão ampla e de objetivos tão pertinentes.

Aquilo que parecia uma insatisfação localizada, nos grandes centros e por um único motivo, foi aos poucos se transformando numa manifestação de uma gente cansada de tantos descalabros provocados pelos governantes corruptos e de péssimos hábitos de pensarem apenas nas suas causas pessoais ou de grupos formados por entidades que trabalham em benefício próprio esquecendo o coletivo.

O modelo administrativo brasileiro implantado pelo compartilhamento, com participação de partidos políticos, com a divisão de cargos na administração, formando uma base aliada tanto no governo federal como nos estaduais e

AOS 85 ANOS, JOSÉ ARRUDA DOS SANTOS: "UM SÁBIO AMIGO"

Clemildo Brunet
Amigo do homenageado e amigo próximo de seu filho “Danilo Arruda” colocamos nossa coluna hoje 19 de junho de 2013, à disposição da família do cidadão JOSÉ ARRUDA DOS SANTOS, para as homenagens justas e merecidas pela passagem de seus bem vividos 85 anos. Ninguém melhor para descrever com tanta propriedade e precisão sobre o homenageado do que aqueles que convivem com o mesmo por tantos anos.


ME ASSOCIO AOS FAMILIARES E AMIGOS DE "Zé Arruda"

Um sábio amigo:

José Arruda dos Santos
“Ensina-nos a contar nossos dias de forma que alcanceis um coração sábio” Salmo - capítulo 90, versículo 3. Conforme o princípio bíblico, a sabedoria humana não reside tão somente nos conhecimentos intelectuais obtidos, mas na experiência vivida, de modo que essa experiência possa ser adquirida sob a direção de Deus, confirmando o que está escrito no livro de Provérbios capítulo 1, versículo 7 “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria”. Logo, compreende-se que de nada adianta tanto conhecimento senão formos tementes a Deus, a quem pertence o ouro e a prata, o dono de toda a verdadeira sabedoria.

É conhecendo e

Saudade

Onaldo Queiroga
Onaldo Queiroga*
           
O vento do passado esclarece que a palavra saudade emergiu na época dos denominados descobrimentos portugueses, mas precisamente no Brasil Colônia. Diz a lenda que o vocábulo saudade veio como forma de se definir a solidão que arrebatava os portugueses, que distantes da terra natal mergulhavam em profunda melancolia decorrente das impiedosas lembranças dos entes queridos e da própria pátria, Portugal.
            
A saudade é filha da solidão, advém do latim “solitáte”, encontra-se umbilicalmente também atrelada à tradição marítima lusitana, pois quem partia para os mares nunca bravios e

PROFESSOR VIEIRA LANÇARÁ LIVRO DE CRÔNICAS E CONTOS EM BREVE!

Em breve o Professor, Escritor, parceiro deste blog  FRANCISCO DE ASSIS VIEIRA, estará fazendo o lançamento de seu primeiro Livro sob o título "POMBAL EM RETALHOS" Crônicas e Contos. Esta é a capa com qual o compêndio ficará adornado. 


OUTORGA DA MEDALHA EPITÁCIO PESSOA AO RADIALISTA CLEMILDO BRUNET DE SÁ

HOMENAGENS DA POETISA E ESCRITORA MARIA DO BOM SUCESSO DE LACERDA FERNANDES (SAUDOSA MEMÓRIA) APRESENTADA PELO ENGENHEIRO E ESCRITOR PAULO ABRANTES DE OLVEIRA AO RADIALISTA CLEMILDO BRUNET. 10/06/2010.

OUTORGA DA MEDALHA EPITÁCIO PESSOA AO RADIALISTA CLEMILDO BRUNET DE SÁ

JANDUHY CARNEIRO NAS HOMENAGENS AO RADIALISTA CLEMILDO BRUNET REPRESENTOU O PREFEITO DE POMBAL EM EXERCÍCIO DR. GERALDO ARNAUD DE ASSIS JÚNIOR (DR. GERALDINHO). EM SUA FALA JANDUIZINHO DESTACOU A ATUAÇÃO DO HOMENAGEADO NA RADIOFONIA POMBALENSE. 10/06/2010.

Quando Reagir é Preciso

Genival Torres Dantas
Genival Torres Dantas*

Além das festividades juninas em todo nordeste brasileiro, junho está sendo marcado por uma agitação das massas, principalmente dos jovens estudantes que estão refratários aos reajustes dados pelas prefeituras, no transporte coletivo, para locomoção urbana. Se considerarmos os índices aplicados não há razão para a insatisfação que anda sendo gerada principalmente nas grandes cidades, eles refletem um percentual menor que a inflação do período aplicado. Essas manifestações, localizadas, tem trazido confusão e

OUTORGA DA MEDALHA EPITÁCIO PESSOA AO RADIALISTA CLEMILDO BRUNET DE SÁ

A PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO PARAIBANA DE IMPRENSA (API) MARCELA XAVIER SITONIO LUCENA, NAS HOMENAGENS AO RADIALISTA CLEMILDO BRUNET DE SÁ DISSE: “O MÉRITO É TODO DELE E O ORGULHO É DA IMPRENSA PARAIBANA...” 10/06/2010.

OUTORGA DA MEDALHA EPITÁCIO PESSOA AO RADIALISTA CLEMILDO BRUNET DE SÁ

DEP CARLOS JÚNIOR MARQUES DUNGA EXALTA A BRAVURA E CORAGEM DO HOMEM SERTANEJO NAS HOMENAGENS AO RADIALISTA CLEMILDO BRUNET DE SÁ DA CIDADE DE POMBAL.Temos motivos de sobra para comemorar os três anos da entrega da Medalha e Diploma "Epitácio Pessoa" pela Assembleia Legislativa da Paraíba.

ONDE ESTÃO OS NAMORADOS?

Clemildo Brunet
Clemildo Brunet*

Onde estão os casais de namorados que antes se via nas ruas, praças e avenidas? O tempo passou e hoje é coisa raríssima. As constantes mudanças de comportamento no relacionamento do casal fez com que houvesse um afastamento de ambos da antiga prática de serem vistos publicamente de mãos dadas, abraçados, beijando e trocando juras de amor ao pé do ouvido.

SÓ NA LEMBRANÇA É QUE SE VOLTA AO PASSADO...

A Sorveteria Tabajara no centro da cidade de Pombal, aos sábados pela manhã, era o local onde os rapazes esperavam o passeio das estudantes da Escola Normal Josué Bezerra.  A festa do Rosário e

CICLOS ECONÔMICOS DE POMBAL

Ignácio Tavares
Ignácio Tavares*

Primeiro Ciclo

Frase chave: vida, morte, reinício dos ciclos econômicos da minha terra. Vejamos: faz algum tempo que estou a sustentar a tese de que a base econômica de Pombal sustenta-se na agropecuária, no comércio, bem como n’outras singelas atividades industriais urbanas, entre outros ofícios baseados no setor serviço, sendo este, fundamentado nas atividades de educação, saúde e movimentação financeira, via instituições bancárias, entre outras.
  
As estatísticas dos anos cinquenta registram que a economia local esteve entre as dez mais prósperas do Estado da Paraíba. È provável que este momento esplendoroso tenha acontecido naquela década promissora. Pois é, esta fase estendeu-se até inicio da década de setenta porquanto a cultura do algodão reinou como principal atividade de mercado.  Isso mesmo, a atividade algodoeira nos bons tempos foi a mais importante atividade geradora de emprego e

OUTORGA DA MEDALHA EPITÁCIO PESSOA AO RADIALISTA CLEMILDO BRUNET DE SÁ

Neste Vídeo o Professor Dr. JOSÉ CEZÁRIO DE ALMEIDA, nas homenagens ao Radialista Clemildo Brunet, destaca a Escola do Rádio criada pelo o homenageado, da qual ele (Cezário) foi discípulo desde o LORD AMPLIFICADOR. Temos motivos de sobra para comemorar os três anos da entrega da Medalha e Diploma "Epitácio Pessoa" pela Assembleia Legislativa da Paraíba. A maior Comenda do Poder Legislativo Paraibano. 10/06/2010.

OUTORGA DA MEDALHA EPITÁCIO PESSOA AO RADIALISTA CLEMILDO BRUNET DE SÁ

Pronunciamento do Promotor de Justiça e Escritor SEVERINO COELHO VIANA por ocasião da entrega da Medalha Epitácio Pessoa ao Radialista Clemildo Brunet. Temos motivos de sobra para comemorar os três anos da entrega da Medalha e Diploma "Epitácio Pessoa" pela Assembleia Legislativa da Paraíba. A maior Comenda do Poder Legislativo Paraibano. 10/06/2010.

POMBALENSE SIM, POMBA-LESA NÃO.

Francisco Vieira
FRANCISCO VIEIRA*

Quão desagradável foi à surpresa ao me deparar com o injusto comentário sobre Pombal postado por Clilson Júnior em seu blog no qual qualificou de POMBA-LESA os filhos da “terra de Maringá”. 

O texto, repleto de inverdades e insinuações, desprovido da mínima qualidade literária e recheado de termos ordinários, retrata sua mediocridade e seu baixo nível cultural. Na verdade revela atitude tendenciosa, para satisfazer o ego ferido de políticos mal sucedidos e

OUTORGA DA MEDALHA EPITÁCIO PESSOA AO RADIALISTA CLEMILDO BRUNET DE SÁ

Justificativa do Deputado Dinaldo Wanderley autor da propositura da Comenda "Epitácio Pessoa" ao Radialista Clemildo Brunet. Temos motivos de sobra para comemorar os três anos da entrega da Medalha e Diploma "Epitácio Pessoa" pela Assembleia Legislativa da Paraíba. A maior Comenda do Poder Legislativo Paraibano.

OUTORGA DA MEDALHA EPITÁCIO PESSOA AO RADIALISTA CLEMILDO BRUNET DE SÁ

Temos motivos de sobra para comemorar os três anos da entrega da Medalha e Diploma "Epitácio Pessoa" pela Assembleia Legislativa da Paraíba. A maior Comenda do Poder Legislativo Paraibano. Neste Vídeo momento de muita emoção... Áudio da música "Maringá" de Joubert de Carvalho Acompanhada pelos presentes e em seguida minha palavra de agradecimento ao Parlamento Paraibano. Data 10 de Junho de 2010.

GENTÍLICO DE POMBAL É POMBALENSE E NÃO POMBA-LESA!

Jerdivan N. de Araújo
Jerdivan Nóbrega de Araújo*

Sou pombalense, orgulhoso da cidade que nasci, por mim e por meus antepassados, sinto-me aviltado pela forma preconceituosa pela qual o Senhor Clilson Júnior tratou o nosso povo em texto veiculado no seu blog.

Fomos vítimas de preconceito resultante de uma frustração de pessoas que transformaram o seu projeto pessoal em raiva, e que acabam por deslocar a sua hostilidade para toda uma cidade, e para os nossos profissionais do radio, considerando-nos inferiores, resultando aí em clara discriminação e um velado e odioso preconceito.

Os filhos de Pombal são infinitamente maiores do que possa pensar este senhor e,

Maio, Além das Flores e Noivas

Genival Torres Dantas
Genival Torres Dantas*

O mês de maio último foi marcado pelas divergências principalmente entre o judiciário e o executivo, com imposição do executivo para aprovação da MP 595, mais conhecida como a MP dos Portos, no limite do prazo, não dando oportunidade para a medida fosse instrumento de debate dentro do senado federal gerando desconforto e mal estar entre os senadores, inclusive alguns da base aliada.

Na sequência e para honrar sua palavra empenhada junto aos seus pares, o presidente do senado, José Renan Vasconcelos Calheiros evita o andamento da MP 605, permitindo o uso de recursos da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) para compensar descontos concedidos a setores da estrutura tarifária, viabilizando a redução da conta de luz, não lendo a medida em plenário, apesar do apelo de vários senadores da situação, por a mesma não ter chegado a tempo e

O CANGAÇO NÃO ACABOU

Severino C. Viana
Por Severino Coelho Viana

                                O crime surgiu com o aparecimento do homem na Terra e, qual sinistra sombra, sempre acompanhou e acompanhará a humanidade, não havendo fórmula mágica nem políticas públicas capazes de dizimá-lo, pois faz parte da natureza humana. A luta permanente e insistente é tentar diminuir o seu grau de sofisticação, evitar a sua proliferação no meio social e eliminar a atividade empresarial criminosa, quando já se evidencia a criação de um Estado paralelo. A lei do Estado Legal perdeu a sua característica de intimidação, hoje, prevalecendo com eficácia e

COMEMORAÇÃO

Fac-símile: Coluna "Paraíba" de Kátia Pinheiro do dia 28/05/2013  do Jornal Correio da Paraíba. 

IMÓVEL RURAL: QUEM DÁ MAIS?

Ignácio Tavares
Ignácio Tavares*

No nordeste semiárido, com raras exceções, a economia rural entrou em crise desde quando a cultura do algodão tornou-se economicamente inviável. O pior é que até o presente momento não foi possível por em prática novos arranjos produtivos com o mesmo apelo de mercado da cultura do algodão. Dada essa impossibilidade entende-se que por muito tempo a cultura do algodão foi o esteio da economia agrícola da região, porquanto existiu a garantia de mercado a preços compensadores.  Isso mesmo, a cotonicultura, tempos atrás foi a grande referencia da economia rural do semiárido, em particular na sua fase áurea de garantia de mercado. O ambiente da economia rural era simplesmente maravilhoso.  Se o algodão valia muito, muito mais valia a propriedade. Vivi essa época em que a propriedade agrícola era a mais importante moeda de troca no mercado de transferências de bens imóveis. A propriedade era uma espécie de titulo de nobreza cujo direito de posse era exclusivo das famílias tradicionais, dispersas por toda região.
Por esta e

SEIS ANOS SÃO PASSADOS...

Clemildo Brunet
Por Clemildo Brunet*

Neste sábado primeiro de junho de 2013 o blog www.clemildo-brunet.blogspot.com está registrando seu sexto ano de atividades consecutivas na Internet com um histórico de 131.091 visualizações de páginas e 1.278 postagens até o dia 30 de maio do corrente ano. Agradeço a Deus primeiramente por ter me dado vida e saúde para continuidade de minha jornada neste sistema de hipermídia disponível na web localizada em pontos diversos das redes e vinculada entre si, dos quais dispomos de informações.

São 205 anos da Imprensa Brasileira oficialmente comemorada neste primeiro de junho. E

TORPEDOS...CONGRATULAÇÕES...

Clemildo amigo, parabéns pelo aniversário de sua iniciativa que tanto vem divulgando a nossa terrinha e, frise-se, divulgando as cousas boas. Abraços Carneiro Arnaud

SEIS ANOS E UM FORTE ABRAÇO!
O Blog de Clemildo está completando 6 anos de atividade, com os mais relevantes serviços prestados à comunicação, ao rádio e à cidade de Pombal. Para a minha felicidade, viajando em companhia da minha esposa Euclimar Nobre, para exercer serviços advocatícios na cidade de Juazeiro do Padre Cícero, fiz questão de passar por Pombal. Lá, pernoitei e fui dar um forte abraço nos amigos Clemildo Brunet e Professor Cezário. Juntos, ao lado da Igreja Matriz – por opção minha – conversamos e

CLEMILDO - DO RÁDIO A INFORMÁTICA.



Francisco Vieira
Por Francisco Vieira

No momento em que este blog completa seis anos de atividade me associo às justas homenagens alusivas a tão importante data, ao tempo em que felicito Clemildo Brunet, seu criador e mentor intelectual.
            
Algum tempo atrás não existia e hoje já completa seis aninhos. Nesse curto período suas páginas têm estampado notícias e informações, resgatado fatos e

IMPRENSA, espaço de todas as opiniões e povos


Genival Torres Dantas
Genival Torres Dantas*
  
Desde os primórdios dos tempos, o homem se comunica com seus contemporâneos de diversas formas. A história registra que os primeiros sinais de comunicação são marcas e desenhos feitos em pedras, principalmente nas cavernas usadas e deixadas anteriormente aos humanos, mais conhecidos taxonomicamente como Homo sapiens. O exercício dessa prática vem evoluindo até chegarmos aos sumérios da Mesopotâmia, anterior a 3000 a.C., quando é conhecido o escrito com características ideográficas.
Com a evolução, em 2000 a.C. surgem novas indicações de registros de serviço postal pelos egípcios, despachos em documentos em papiro, que surge em substituição ao pergaminho. O papel é inventado na China,