CLEMILDO BRUNET DE SÁ

O CADINHO DO SOFRIMENTO!

Clemildo Brunet
CLEMILDO BRUNET*

        Já faz muitos anos, participei de um estudo bíblico em uma dessas nossas Escolas Dominicais, que eram realizadas às nove horas da manhã na Igreja Presbiteriana de Pombal. Hoje Deus me fez lembrar esse tema: O cadinho do Sofrimento. Na abordagem do assunto, logo na introdução, o autor do estudo perguntava: Deus é problema ou solução?

A CASA DO ROSÁRIO PERTENCE À CONFRARIA DOS NEGROS DO ROSÁRIO

Jerdivan Nóbrega de Araújo
Jerdivan Nobrega de Araújo*  
            
Em boa hora foi levantado o debate a respeito da possível venda da casa do Rosário de Pombal. A pergunta que restou, depois dos debates e “disse me disse”, foi: “A QUEM PERTENCE À CASA DO ROSÁRIO?” A reposta correta e mais imediata é:

A vicissitude do futebol sai de campo e nos leva três arquétipos da literatura

Genival Dantas
 Genival Torres Dantas*

Depois do desastre na Copa do Mundo de Futebol FIFA, encerrado no último dia 13, esperava não escrever nenhum texto sobre o assunto durante algum tempo. A continuidade dos fatos me fez mudar de ideia e me propus a comentar alguma coisa a respeito. Quando o Brasil se despediu da Copa, a impressão que tínhamos era que haveria uma mudança radical na administração no nosso futebol, mesmo porque o castigo que tivemos com as duas últimas exibições da nossa seleção foi vergonhoso, levamos dez gols em duas partidas, além de um futebol apresentado de quinta categoria.
As notícias que nos forneceram não foram nada reconfortantes, a reformulação esperada não passou de uma esperança desmontada pela formação da nova cúpula administrativa e

Ariano

Onaldo Queiroga
 Onaldo Queiroga*

O cavaleiro descendente do pragal das Altas Beiras, da Nau Catarineta e da Barca Bela, logo após seu nascimento, conheceu o exílio e a viagem.
No Reino da Acauhan, deu seus primeiros passos. Nas margens de um riacho, num crepúsculo cheio de presságios, assistiu ao único pôr do sol em companhia de seu pai. Nos imensos lajedos intercalados por areias repletas de fósseis de um antigo fundo de mar que banhou aquele pedaço esquecido de sertão, uma piranha morta reluzia a luz do inferno em meio ao enigmático ocaso. Na sua visão, um prenúncio confirmado com um tiro traiçoeiro que matou seu pai. Na poesia intitulada “O Reino”, descreveu o sol negro da morte em sua vida: “Aqui morava um Rei, quando eu menino / Vestia ouro e

POMBAL - 152 ANOS

Pombal, cantada e decantada Terra de Maringá, pelos poetas e prosadores, hoje, completa 152°anos que alcançou o status de cidade, merece receber um uníssono abraço fraterno dos seus filhos, legítimos e adotados, que se entrelacem com o calor humano e do congraçamento aconchegante do sertanejo, que “antes de tudo é um forte”. Desejamos para os seus filhos legítimos, adotados e

"O CAFAJEGUE" E "JUDAS DE BRANCO"

Paulo Abrantes de Oliveira
INTRODUÇÃO

As peças teatrais “O Cafajegue” e “Judas de Branco”, nos trazem à tona um fato que nunca deixou de ser novo: o coronelismo no Brasil. E o que é teatro? É um fragmento da vida, pois é o que o Dr. Chico Cardoso nos traz de volta: um fragmento do coronelismo no Brasil.“O Cafajegue”, peça teatral em dois atos, o coronel cafajegue, 50 anos de idade, tipo arrogante: a sua lei é “quero, mando e

SENHOR: O enxadeiro imbatível.

Ignácio Tavares
Ignácio Tavares*  

 No tempo em que vivíamos nas lides da roça, na época do inverno quando a gente podia contratava um trabalhador para nos ajudar, principalmente no momento das primeiras limpas. Havia uma porção de trabalhadores disponíveis, mas, a nossa preferência era por um amigo dos nossos irmãos mais velhos, intimamente conhecido por nêgo Senhor.
 O fato de Senhor ser um trabalhador reconhecidamente proativo, por isso muito produtivo, era difícil contratá-lo disponível para apenas um dia de serviço, pois estava sempre ocupado. Desse modo estávamos sempre vigilantes a

O caminho entre o fracasso e o sucesso implica necessariamente na sua ampla modificação

Genival Torres Dantas
Genival Torres Dantas*

Finalmente, hoje (13), como estava previsto no calendário esportivo, tivemos o encerramento da 20ª edição da Copa Mundial de Futebol FIFA, realizada no Brasil. O governo e os brasileiros fizeram seu papel para que o torneio transcorresse de forma absolutamente tranquila, sem a inconveniência das manifestações da forma que vinha ocorrendo, nas cidades sedes todos os serviços funcionaram de forma tranquila, sem o emaranhado e

JERDIVAN: UM MEMORIALISTA REGISTRANDO O SEU TEMPO

Paulo Abrantes de Oliveira
Jerdivan está de parabéns. Memorialista, está registrando o seu tempo. Tarefa, aliás, a que se dedica a menor parte dos homens.
Certo dia o procurei e

HEXA: UM SONHO ADIADO.

Francisco Vieira
Francisco Vieira*

          De forma trágica, a conquista do Hexa pelo Brasil foi novamente adiada. Assim, a apaixonada torcida brasileira, continuará aguardando pelo menos por mais quatro anos.
         Infeliz coincidência, mas o sonho de ser campeão do mundo em casa tornou-se outra vez uma frustração, um pesadelo, para o país do futebol. Se não bastasse a perda do título para o Uruguai em 1.950,

É TEMPO DO SOL NASCENTE

Onaldo Queiroga
Onaldo Queiroga*

É tempo do sol nascente. É tempo divino. O astro rei, no ritual diário trás consigo sua energia, sua luz e seu calor. Entrega aos seus súditos a clareza do dia. Diante do seu brilho intenso, a cada amanhecer se renova a esperança e

POMBAL PRECISA CORRIGIR UM ERRO HISTÓRICO *

Jerdivan Nóbrega de Araújo
Jerdivan Nóbrega de Araújo

A cidade Pombal comemora, desde 1962, o dia 21 de julho como sendo a data da sua elevação a cidade e, consequentemente,  a sua emancipação política, o que  não é de tudo  verdade.
De fato, foi no dia 21 de julho de 1862 que Pombal foi elevada a categoria de cidade, porém, de forma “sui generis”, a terra que deu origem a lenda da cabocla Maringá teve sua emancipação política alcançada quando da sua elevação ao status de vila, 

NA MIRA DA COPA - No esporte a fatalidade existe e deve ser superada

Genival Torres Dantas
Genival Torres Dantas*

             Arena Maracanã será palco da final desse Campeonato Mundial de Futebol, sexta-feira (04), recebeu um dos grandes clássicos mundiais, Alemanha e

AS DATAS HISTÓRICAS BÁSICAS NÃO MUDAM PERMANECE AS MESMAS

               A cidade Pombal comemora, desde 1962, o dia 21 de julho como sendo a data da sua elevação à cidade e,

SÓ PRA LEMBRAR: WILSON SEIXAS: O TIMONEIRO DA NOSSA HISTÓRIA...

Clemildo Brunet de Sá
CLEMILDO BRUNET*

      Se vivo estivesse o timoneiro da história do “Velho Arraial das Piranhas” WILSON NÓBREGA SEIXAS, estaria completando no próximo dia 15 de julho, 98 anos de idade; instante em que Pombal comemora seus 152 anos de elevação à categoria de cidade. Para nossa tristeza e

2014 - POMBAL 152 ANOS DE CIDADE!


O olhar de Shirley.
A velha Igreja de Nossa Senhora do Rosário, datada de 1721. Ao longe, a Igreja de Nossa Senhora do Bom Sucesso, iniciada em 1872 e concluída em 1897. O Cruzeiro Velho, construído para se comemorar a passagem do século dezoito para o século dezenove. A Coluna da Hora, concluída em 1940, junto com a Praça Getúlio Vargas.
Isso é um dos Cartões Postais de Pombal.
Verneck

A Corrida Começa de Fato e de Direito

Genival Torres Dantas
Genival Torres Dantas*
 
        Nesse último dia do mês (30), as definições de cada grupo marcam a arrancada para as eleições de outubro próximo. Claro que os ajustes feitos para esse início de campanha têm validade apenas para o primeiro turno em se tratando de eleições para o executivo. Os dois principais concorrentes, Dilma Rousseff (PT), situação, e o Aécio Neves (PSDB), oposição, conta com nove partidos de apoio cada um dos concorrentes, a diferença é a quantidade de representantes no Legislativo Federal, de cada partido de apoio, gerando doze minutos de horário de televisão para a composição PT, e

NA MIRA DA COPA - Um domingo além das Arenas

Genival Torres Dantas
Genival Torres Dantas*


Depois do ministro do transporte, Cesar Borges, ser defenestrado, do Governo Federal, por seu partido, PR, achar que ele não estava sendo o ministro ideal para o partido, sendo substituído por outro filiado que possa ajudar mais aquele colegiado e assim continuar apoiando o Governo Dilma e sua reeleição, tudo que for dito e levantado pela imprensa é de ser pensado se não é mais uma mazela na esteira da corrupção em nosso país, entre tantas que ficaremos sabendo para acomodação das conveniências de cada grupo político, não havendo, portanto, interesses ideológicos ou partidários, sem nenhuma negociação nesse sentido, apenas negociata, pura e