CLEMILDO BRUNET DE SÁ

ESCOLHA

Severino Coelho Viana
Por Severino Coelho Viana*

A vida é muito complicada não restam dúvidas. E complica mais quando o implicante quer complicar e gera uma total complicação. No entanto, não existe complicação sem solução. A todo o momento você tem que tomar uma decisão para o bem ou para o mal. É um ato de escolha.
Conhecemos muito pouco sobre o estado natural das coisas, segundo estudo de cosmologia somente 5% (cinco por cento) foi descoberto de todo Universo pelos cientistas, falta muita coisa. Entretanto, deixemos este estudo de cosmologia que é muito complicado e
vamos deixar de complicação. Imagine o corpo humano e o homem, e o homem que não se conhece a si a mesmo? Outra área dificilíssima – a filosofia.
Já paramos alguma vez para pensar nas coisas que nos circundam e nos atos que temos que tomar uma decisão? Basta decidir sem agradar a pessoas estranhas e agir por vontade própria. É preciso até coragem para errar! Desde que assuma culpa.
Não é fácil, mas não precisa entregar os pontos logo de cara.
Sabemos que existem sete cores primárias: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, azul indico e violeta são setes cores que fazem parte da formação do Arco-íris. Sem falar nas cores neutras. As suas variantes se transformam em milhares de cores não primárias. Porém você tem de escolher aquela que seus olhos melhor contemplam.
Os sabores de comida variam conforme o seu estado de espírito e sua situação financeira vindo da nossa gororoba ao prato mais refinado da culinária francesa, não esquecendo à italiana e chegando aos pratos exóticos de comida indiana.
Os olores de essência aromática atraem e afastam de acordo com entupimento ou abertura da narina. O canto da sereia pode funcionar bem tanto usando desodorante Rexona ou o éter constante no menor e melhor frasco do aroma francês.
No pomar ou dentro de um grande supermercado a língua passa de rasteira e o nariz sente o cheiro frutífero que emana da pequena jabuticaba ao tamanho esnobe da jaca. Nessa hora a língua enche de saliva.
No mundo da moda, a primeira distinção é entre o masculino e feminino, mas já existe o unissex. Com grife ou sem grife todo mundo anda vestido, salvo algumas tribos não civilizadas, às vezes quase nua ou coberto por simples tanga. No entanto, a escolha é da própria pessoa que tem a opção da costureira da periferia ao modismo universal de Armani. Ante esta situação incongruente, a melhor marca é o estilo que você faz, ou seja, não vai ficar igual a todo mundo. E a pior é aquele tipo de roupa que você e todo mundo usa!
Esta controvérsia é acirrada porque nasce no mundo da intelectualidade, e, evidentemente, há o predomínio da dialética. Trata-se do gosto pelo estilo literário: barroco, arcadismo, realismo, naturalismo, parnasianismo, pré-modernismo e modernismo, que por sua vez apresentam os gêneros de poesia, romance, conto, fábula, crônica e ensaio. Cada leitor que diga o melhor estilo é este e o mais festejado autor é aquele. De tudo isso o mais importante é ler.
Quem adivinha qual o cenário mais perfeito existente nas ondas cerebrais da pessoa humana? Não é nada fácil saber o melhor e o pior filme, independentemente dos escolhidos e ganhadores do Oscar. Os gêneros são variados: Ação, Aventura, Comédia, Terror, Suspense, Animação, Histórias reais, Heróis, Luta, Ficção cientifica, Drama, Romântico, Musicais.
Nesse campo não dá muita dor de cabeça, pois é uma questão de sentimento individual que mexe com a alma humana. O terreno musical é tão amplo quanto o terreno literário e os estilos são diversificados: música clássica, erudita, soul, jazz, blues, country, eletrônica, folk, reggae, rap, rock’N’roll, gospel. Especificamente a música brasileira: frevo, samba, bossa nova, MPB, axé, forró, baião, pagode, sertanejo, etc.
Na área esportiva temos uma imensa lista de modalidades, mas destacamos algumas, por exemplo, Artes Marciais, Automobilismo, Basquete, Beisebol, Bilhar, Boliche, Boxe, Caça, Ciclismo, maratona, Futebol, Golf, Handebol, Motociclismo, Natação, Saltos Ornamentais, Pesca, Peteca, Polo Aquático, Rodeio, Surf, Tênis, Vôlei, etc.
Não adianta estender-se muito no tema porque de briga acirrada à morte já aconteceram e acontecem nos botecos da vida de tão grande ser o fanatismo. Citamos os vinte maiores clubes de futebol brasileiros: Santos, São Paulo, Flamengo, Corinthians, Palmeiras, Internacional, Cruzeiro, Grêmio, Vasco, Fluminense, Atlético-MG, Sport, Botafogo, Bahia, Coritiba, Atlético-PR, Vitória, Guarani, Paulista, América – RJ. É por isso que o Brasil é o país do Carnaval e do Futebol.
Neste campo há muita divergência e misturam-se o leigo com o sábio, o laico com o estatal, o analfabeto e analfabeto funcional metidos a saber tudo sobre a palavra verdadeira de Deus. Não é a toa que no mundo existem mais de 10 (dez mil) religiões, trazemos para conhecimento as mais conhecidas: catolicismo, protestantismo em geral, budismo, adventismo, cientologismo, espiritismo (lato senso), hinduísmo, islamismo, judaísmo, messianismo, satanismo, taoismo, umbandismo, xamanismo, xintoísmo.
Depois da divisão de posicionamento político (esquerda, direita e centro) criado no âmbito da Assembleia Constituinte pelo parlamento Francês (Revolução de 1789), chegou aos nossos dias esmiuçados de subdivisões e alas. Houve tanto trocadilho que ninguém sabe mais de nada nem identifica quem é quem no tabuleiro. Estão aí e pronto, dizendo o que pensam e acham, enganando o povo! Atualmente, no Brasil, existem 34 (trinta e quatro) partidos políticos registrados no Tribunal Superior Eleitoral. No tempo de campanha eleitoral, candidatos existem para todos os gostos. Ouvimos o que não queremos e os idiotas votam achando que fez a melhor escolha. Para este item, a solução está inscrita na nossa testa pedindo ao ludibriador: SEJA HONESTO!
Entre tapas e beijos temos uma solução. Qual?
A solução é a tolerância. Não complique mais. É tão simples de resolver o problema das diferenças: basta ser tolerante.
Tolerância é um termo que vem do latim "tolerare" que significa "suportar", "aceitar". A tolerância é o ato de indulgência perante algo que não se quer ou que não se pode impedir. É a disposição de admitir, nos outros, modos de pensar, de agir e de sentir diferentes dos nossos, na vida social. A virtude mais útil é a tolerância no campo da divergência.
A tolerância é uma atitude fundamental para quem vive em sociedade. Uma pessoa tolerante normalmente aceita diferentes opiniões ou comportamentos diferentes daqueles estabelecidos pelo seu meio social. Este tipo de tolerância é denominado de tolerância social.
Veja como é simples de resolver:
Estamos conversando em fazer algo e eu dou uma ideia, mas você me dá uma ideia contraria e eu o respeito!
Ninguém pode impor seus próprios pensamentos aos outros.
João Pessoa – PB, 18 de maio de 2016.
*Escritor pombalense e Promotor de Justiça em João Pessoa – PB

scoelho@globo.com

Nenhum comentário: