CLEMILDO BRUNET DE SÁ

Os meninos do quintal

Onaldo Queiroga
Onaldo Queiroga*

Quem teve ou tem a oportunidade de viver em uma casa com quintal, sabe bem a importância desse pedaço de chão.
Hoje resido em um apartamento, mas são grandes as lembranças dos quintais da minha existência. Ainda criança residi com meus pais na cidade de Catolé do Rocha, ocasião em que morávamos numa casa que possuía um enorme quintal, repleto de árvores. Apesar da pouca idade, contudo, lembro-me bem do quintal. Recordo-me que por ali corria, brincava de pega, andava solto com o velocípede, sobia nas árvores e,
ainda, guardo na memória que meu pai costumava armar uma rede na sombra de duas árvores, onde depois do almoço tirava um cochilo.
Outro quintal que marcou não só minha existência juvenil, mas a juventude de muitos outros meninos, foi o quintal de dona Raimunda, minha avó materna. Lá na rua João Pessoa, n. 123, Pombal-PB, sob uma frondosa mangueira que abrigava a meninada, o quintal era um lugar que parecia possuir magnetismo, além de ter uma magia que conduzia todos ao mundo felicidade.
Tinha dia que juntava uns vinte meninos nesse quintal. Sob a terra quente, armava-se a trave e a bola corria solta. A poeira subia, menino chutava bola e pedra, sentiam-se verdadeiros jogadores de futebol. Nem pensavam que poeira e sol quente poderia deixá-los doentes. Tudo era alegria, era brincadeira, ninguém tinha horário, a não ser com a farra que unia todos naquele quintal.
O incrível era minha avó administrar tudo isso. A cozinha era invadida pela meninada, que comia todo o lanche e tomava toda água existente na geladeira. O tempo andou. E como passou rápido. Quando encontro alguns desses meninos do quintal, logo relembram o bom tempo que foi passar pelo quintal da vó Raimunda.
Na vida tudo passa, mas existem coisas que ficam conosco guardadas para a eternidade. Diante da cobrança, vamos reviver o quintal, marcar um jogo da saudade, levantar a poeira e comemorar a vida.
*Escritor pombalense e Juiz de Direito

onaldorqueiroga@gmail.com

Nenhum comentário: