CLEMILDO BRUNET DE SÁ

Maio: Mês do Trabalho e da Vida

Gonçalo Pontes Júnior
Por Gonçalo Pontes Júnior*

O mês de maio é o mês que em quase todo o mundo se comemora, no dia primeiro, o dia do trabalho (em alguns Países) ou o dia do trabalhador (em outros).
Tenho insistido, tanto em minhas palestras quanto no que escrevo, que o brasileiro vive um momento na vida onde a cada dia que passa, menos ele precisa de favores para ter uma ascensão funcional ou para arranjar um emprego.
Ter competência, comprometimento com a causa, pró-atividade, responsabilidade e
visão de transformar dificuldades em oportunidades, passaram a ser as ferramentas que levam qualquer profissional ao sucesso.
Com isto, tudo, então, passou a depender mais de cada um de nós.
Sendo assim, veja se você consegue entender as seguintes situações:
1.    Apesar de, ainda, ter muita gente distribuindo currículos para arranjar um emprego sem obter sucesso, as empresas no Brasil nunca estiveram tão sedentas por talentos humanos;
2.    As pessoas desempregadas reclamam porque não têm emprego, mas quando o arranjam, reclamam também;
3.    Quando se está desempregado o melhor dia da semana é a segunda (porque é o dia em que os jornais mais oferecem oportunidades de emprego) e o pior é a sexta (porque se terá dois dias pela frente sem chance de uma única entrevista); todavia, os sentimentos a respeito desses dias mudam quando se está trabalhando, ou seja, o melhor é a sexta e o pior é a segunda;
4.    Apesar de ser o sonho de todos, pois trabalhar significa ter instrumentos que facilitarão a concretização do que se pretende, quando se amanhece para ir ao local do labor, é comum se ouvir: vou para a guerra; vou pegar no pesado; vou sofrer; e por aí vai.
5.    As pessoas fazem todo tipo de treinamento, qualquer que seja o dia, domingo, feriado, de madrugada, etc (pagando do bolso) quando estão desempregadas, mas quando estão empregadas se a empresa oferece um treinamento, acha-se a pior coisa do mundo (imagine se for fora do horário do expediente!)
Diante disso, quero refletir com você colega trabalhador, no nosso mês; ESTÁ NA HORA DE REDESENHARMOS A NOSSA FORMA DE VER O TRABALHO!
Essa é a mágica que vai transformar, de uma vez por todas, todas as nossas dificuldades em oportunidades.
Se quisermos chegar aonde ninguém chega, temos que fazer o que ninguém faz. Temos que propor, a nós mesmos, um novo estilo profissional de sermos, nos tornando referências pessoal, familiar e profissional, e o melhor de tudo: não precisamos de favores para isto acontecer.
Nunca existiu uma época aonde para se destacar fosse tão necessário à força motriz da vontade existente dentro de cada um.
Diante de tudo isto, quero convidá-lo, meu caro leitor, à uma nova postura a partir de agora: torne-se melhor, faça o melhor, acredite em você poder ser melhor. Você vai conseguir!
Feliz mês do trabalho ou do trabalhador.
És ímpar e acreditar nisto é o início da grande mudança que podes fazer em sua vida.
Até a próxima!

*Gonçalo Pontes Júnior - Conferencista, Consultor e Palestrante, Graduado em Economia e Direito, Graduando em Teologia; Master Business Administration (MBA)– Em Gestão Empresarial, Pós-Graduado em Direito e Processo do Trabalho. 

Nenhum comentário: