CLEMILDO BRUNET DE SÁ

O Quarto Sábio

Nonato Nunes
Nonato Nunes*
(Dia de Reis, hoje, 6 de janeiro)

Dirigido por Michael Ray Rhodes, O quarto sábio (1985), estrelado pelo ator Martin Sheen (Apocalipse now), talvez seja o filme que melhor resume toda a mensagem do Homem de Nazaré.
Baseado na obra de Henry van Dyke, O quarto sábio não é um filme belo apenas pela mensagem que ele carrega e
pela carga emocional da história que relata, mas, sobretudo, pela lição de despojamento do seu personagem principal: Artaban (Martin Sheen), um médico (magi) rico da Pérsia que larga sua vida de riqueza para procurar o “Rei dos Reis”.
É a história de um homem que se decepciona com o resultado final de sua busca pelo “Salvador do Mundo”, após anos e anos perseguindo tal objetivo. Pelo caminho, ele vai se desfazendo de todos os presentes que seriam dados ao Menino Jesus para aliviar o sofrimento de outras pessoas.
Ao final, sem ter mais nada a oferecer, Artaban, já velho e doente, volta para a aldeia onde vive em meio a leprosos e demais rejeitados pela sociedade da época, após ver, de longe, Jesus crucificado no Monte Calvário.
No caminho de volta para a aldeia ele tem uma visão que seria do Mestre ressuscitado. É quando Artaban escuta uma voz pausada e melodiosa dizer que todos aqueles presentes haviam sido aceitos. Artaban diz que isso não era possível, pois sua busca havia sido em vão. E a mensagem se completa (assistir a reprodução desse trecho do filme).
Após esses eventos, o médico pôde morrer em paz. Sua missão estava concluída.
Vale a pena ver O quarto sábio. 
Um abraço.

*Nonato Nunes - Jornalista, radialista, documentarista, escritor e blogueiro

Nenhum comentário: