CLEMILDO BRUNET DE SÁ

Prédios históricos de Pombal

O Castelo da Rua Estreita.

Jerdivan Nóbrega de Araújo
Jerdivan Nóbrega de Araújo*

Por algum motivo o povo de Pombal condicionou a chamar esse prédio de “O Castelo”, mesmo que em nada a edificação lembre um castelo medieval. Construído na década de 1930, o Castelo é um prédio isolado, localizado no final da Rua Estreita, próximo ao açougue. O estilo da construção lembra a Art déco. (classificação minha), e fica mais bonito se você olhar com os olhos de quem viveu em Pombal na década de 1930, quando núcleo central da cidade de Pombal, do lado sudoeste, terminava no final da Rua Estreita. (a época era Rua do Giro e hoje e oficialmente Rua João Capuxu e
popularmente Rua Estreita).
A ampliação da cidade para o sul se deu com a chegada da Rede Ferroviária.
Terminada a Rua estreia tínhamos um riacho temporário e logo as margens foi erguido o Castelo.
A edificação é um sobrado em dois pavimentos que passou por pequenas intervenções na parte inferior, mantendo a fachada superior em sua originalidade, inclusive com as quatro quedas d’água, e as diversas janelas estreitas, mais voltadas a entrada de ar.
Infelizmente o Castelo ficou fora do perímetro tombado pela IPAHEP, que termina pouco antes do Açougue, que também ficou de fora, correndo o risco, os dois edifícios, de demolição.
O Castelo foi construído incialmente para funcionar como albergue, mas, parece que não deu muito certo: já em 1938 se instalou ali o “Quartel do Tiro de Guerra do Exército Brasileiro”.
Ao longo do tempo o Castelo alternou entre prédio abandonado e salas comercias.
Na época das grandes cheias do Rio Piancó o Castelo ficava completamente ilhado, como pode ser visto na foto da cheia de 1967.
Não obtive a informação de quem o ergueu, e a quem pertence nos dias de atuais.
Mas, acredito na sua preservação pelo nosso povo.
*Escritor e pesquisador pombalense

Enviado por José Romero Araújo Cardoso

Nenhum comentário: