CLEMILDO BRUNET DE SÁ

PAULO ABRANTES: AMIGO, HEROI E ALTRUÍSTA

Clemildo Brunet

Clemildo Brunet*


Fera em fazer amigos e conquistá-los. Referencial para os dias que vivemos, quando as muitas amizades são desfeitas ao ponto de se dizer: “Já não se tem amigos como antigamente”. Você Paulo não está nessa lista nefasta de esquecer seus amigos; pelo contrário, quem o conhece há de concordar comigo que suas amizades são prósperas e duradoras... É por esta razão que o meu raciocínio me diz: “você é um amigo mais chegado que um irmão”.

Você mais uma vez é alvo de homenagem em minha coluna e os motivos são bastante suficientes para que eu proceda deste modo. Este primeiro de setembro data de seu natalício deve ser comemorado com galhardia pelos seus amigos e por todos que te cercam, principalmente por sua adorável consorte e advogada Ana Rosa Monteiro Abrantes,digníssima companheira, cujo exemplo tem contribuído com garra e destemor na evolução polivalente e laboriosa como auxiliadora nas suas atividades do dia-a-dia.

Sua primeira obra literária “Fazenda Gado Bravo” é uma volta ao seu tempo de infância onde todos nós nessa recordação podemos mergulhar no “túnel do tempo” revivendo nossas origens, como diz Dr. Carlos Pereira de Carvalho e Silva em um trecho no prefácio: “A descrição das pessoas e

JACINTA NOGUEIRA MINHA AMIGA... PARABÉNS!

JACINTA NO TOCA-TUDO
Impossível esquecer esta data tão significativa pra você e seus amigos. Este é um dos motivos pelos quais peço que considere essa nova data de seu natalício: 

"Conte suas noites pelas 
estrelas, e não pelas sombras.


Conte seus dias pelos sorrisos e não pelas lágrimas.
Em seu aniversário, conte sua idade pelos seus amigos,
E não pelos seus anos". 


SUA ATUAÇÃO NA VIDA SEMPRE SERÁ SUCESSO ... 
Depois de haver passado pelas Rádios Bonsucesso AM, Liberdade 96 FM, Educadora de Conceição no vale do Piancó, Opção 104 FM de Pombal, Jacinta Nogueira é atuante nas atividades que estão sob sua responsabilidade. Cuida bem de sua casa sendo exemplo de mãe extremada para com os seus filhos Thomas Magno e Itauane Maria e zelando pela educação dos mesmos, dedicam-lhes todo seu afeto e carinho. Cumpre com competência e habilidade seu trabalho como consultora na loja – “O Boticário” e ainda alegra os pombalenses e ouvintes da região todas as tardes com o seu programa “Toca -Tudo” de grande audiência na Rádio Maringá FM.

Parabéns amiga por mais um ano de vida! Que Deus te abençoe e esta data seja vivida por muitos e muitos anos. Votos de seu fã e amigo.


CLEMILDO BRUNET

Pombal, 28 de agosto de 2012.

Navegantes de sonhos e realizações


Genival Torres Dantas
Parabéns Navegantes, feliz 26 de agosto de 2012, salve 50 anos de amor e justiça, agradecimentos de todos os migrantes que aqui vivem.
Genival.


Nasci às margens do oceano entre as dunas e as serras
Sob o sol azul de nuvens brancas e aspecto sereno,
Sobre a areia branca lavada pelas espumas flutuantes,
Na minha infância tudo era calmo não havia filas,
Minha gente lenta e gradualmente fazia o trabalho
Como colonos e nativos felizes dessas paragens;

Fui crescendo com o próprio tempo, lenta e

A CALÚNIA DE APELES

Severino Coelho Viana

Por Severino Coelho Viana

O início da pintura moderna, nos anos 1400, na região de Toscana, nas cidades de Florença e Siena, com o movimento artístico conhecido por Renascença ou Renascimento, que se estendeu a Roma e Veneza. Em 1500, ao resto da Europa, atingindo os países baixos, Alemanha, França, Espanha e Inglaterra, assinalando o fim da Idade Média e o início da Idade Moderna. Com profundas transformações na cultura, sociedade, economia, política e religião, caracterizando a transição do feudalismo para o capitalismo.

Dentre os feras, no conjunto da genialidade, daquele movimento cultural, a tela de Alessandro Di Mariano di Vanni Filipepi, conhecido por Sandro Botticelli (1445-1510), designada de

CHICO CARDOSO E O V FESTIVAL DE MÚSICAS GONZAGUEANAS...

Clemildo Brunet

Por Clemildo Brunet*

Este foi o quinto, amanhã poderão vir mais. Justamente no ano em que o Brasil celebra o Centenário do rei do baião Luiz Gonzaga, Chico Cardoso esse comunicador intrépido em cujas veias correm o sangue da cultura nordestina, fez realizar no último sábado 18 de agosto, na comunidade São Francisco (Fazenda Cidade) a V FESMUZA – FESTIVAL DE MÚSICAS GONZAGUEANAS. Grandes Sanfoneiros fãs e admiradores das toadas, xotes, baião e forró de Luiz Gonzaga se fizeram presentes participando do evento que reuniu as maiores autoridades em cultura musical de nosso Estado como também de Estados vizinhos como Rio Grande do Norte e Ceará, este último com o maior número de participantes.

O Chico me convidou e 

O ceticismo de todos nós

Genival Torres Dantas

Genival Torres Dantas*

A presidente Dilma tem apostado nos investimentos para a infraestrutura no setor da logística brasileira, no sentido de facilitar e tornar o custo Brasil, nesse setor, mais barato. O último pacote de concessões, de R$133 bi, aplicáveis em 20 anos é apenas parte de um montante que deveria ser aplicado para efetivamente implementar nossa economia como um todo. A nossa necessidade requer investimentos maiores. Há quem afirme da necessidade de R$2.5 trilhões para os próximos 25 anos, ou seja, R$100 bilhões por ano a mais para que possamos crescer 4% anualmente, elevando nosso crescimento do PIB de 2 para 4%, um número mínimo ideal para qualquer economia, para que

Ensino fundamental e médio, um longo caminho a percorrer

Genival Torres Dantas

Genival Torres Dantas*

Muito embora o Brasil tenha apresentado números acima do objetivo traçado inicialmente, pela última pesquisa feita, na área da educação, no ensino fundamental e médio não temos muito a comemorar. Estamos muito distantes do ideal para um país que deseja e precisa continuar crescendo para acompanhar o ritmo dos demais países emergentes, que se superam para seguirem nos patamares alcançados graças ao empenho incessante e com objetividade.

Infelizmente continuamos a não dar uma atenção maior no setor da educação, muita coisa foi feita, mas poderíamos ter feito mais. Principalmente nossos professores precisam do apoio governamental, seja no âmbito federal, estadual e municipal. Seus salários são simplesmente ridículos, comparados com outras categorias e pela responsabilidade que eles têm na formação dos seus alunos. Os mesmos que um dia vão

OTACÍLIO TRAJANO

Clemildo Brunet

Por Clemildo Brunet*

Hoje (17) é o aniversário do meu amigo Otacílio Trajano, não poderia de forma alguma deixar de fazer este registro, pois apesar da distancia, eu morando em Pombal e ele João Pessoa, a nossa amizade tem a marca de um longo período desde o século passado. Somos quase que da mesma idade, tivemos uma adolescência vivida sob a égide da Rádio “A Voz da Cidade” 66/67 e
do Serviço de Alto Falantes Lord Amplificador. Um pouco de tempo a mais Otacílio foi fixar residência em Cajazeiras onde ingressou nas emissoras de rádios daquela cidade chegando a trabalhar no mesmo ofício em Lavras da Mangabeira no

VALÉRIO: O GARI APAIXONADO

Ignácio Tavares

Ignácio Tavares*

O serviço de limpeza urbana de Pombal tem lá suas histórias, principalmente, na época em que a coleta  era feita através  de carroças puxadas a burros adestrados, para o exercício da atividade. De tanto cruzarem as ruas da cidade, na tarefa de coleta de lixo, as burras ficaram famosas, bem como seus condutores.
Era comum alguém ser apelidado de “burra do lixo” por estar a vagar ao léu sem fazer nada. Eram os famosos “azilados”. Havia apenas duas carroças coletoras de lixo. Lembro-me bem de seu Luiz, famoso carroceiro, condutor de uma dessas carroças que diariamente coletava os resíduos sólidos postos em frente às casas.
Quando alguém, por esquecimento deixava de por o lixo no lugar certo, seu Luiz adentrava a casa, apanhava-o, mas,

ODAIR JOSE: EU VOU TIRAR VOCE DESSE LUGAR

Em recente entrevista ao Jornal Correio da Paraíba, o cantor Odair José indagado sobre o "rótulo" de se considerar ou não um cantor brega, respondeu: - Sou um cronista musical!
Odair, intérprete de "eu vou tirar você desse lugar" e "minhas coisas”, está sendo cotado para ser uma das atrações da festa da "rejeitada 2012" na cidade de Pombal-PB no próximo mês de outubro.

Nosso pai de todos os dias

Genival Torres Dantas

Genival Torres Dantas*

No inicio era apenas a figura sisuda a nos orientar
Muitas vezes nos levava e conduzia pela praça
Ensinava e nos dava segurança nos primeiros passos
Numa forma absolutamente correta de caminhar
Como a dizer, com aqueles gestos, da sua nobreza
Da sua visão humanitária e elevados sentimentos;

A vida seguia e sua postura continuava firme a nos dizer
Do amor pelo próximo, da labuta diária e da dignidade
Na necessidade de sermos honesto no nosso propósito
Dos exercícios contínuos que tínhamos que fazer
Para nos mantermos retos e

Pai, bom dia...


Hoje quando o senhor acordar certamente vai estranhar essa minha carta, colocada na cabeceira da cama durante a noite. Sinceramente, gostaria de poder estar falando pessoalmente, com certeza ela não vai expressar tudo que estou sentindo, creia-me, fiz questão de aproveitar esse dia dedicado aos pais para criar coragem e poder externar todo o meu sentimento. Apesar do carinho que o senhor sempre me dedicou, reconheço, sempre fui um filho ausente, nunca procurei retribuí-lo, perdoe-me pelo meu descaso para com os seus sentimentos. Recordo-me perfeitamente, quando na minha infância, eu era o seu  privilegiado, em detrimento aos meus irmãos, e

IPB DE POMBAL: 72 ANOS DE ORGANIZAÇÃO ECLESIÁSTICA

Clemildo Brunet

CLEMILDO BRUNET*

Nos dias 04 e 05 deste mês de agosto foram comemorados os 72 anos de organização eclesiástica da Igreja Presbiteriana de Pombal, em seu templo a Rua Argemiro de Sousa, 19, tendo sido levada a efeito uma programação especial para celebrar tão importante data. O preletor desses dias festivos foi o Rev. Estevão Domingos de Oliveira Neto da Igreja Presbiteriana do Bairro Jaguaribe em João Pessoa, a convite do Conselho administrativo da igreja local.

O enfoco dado às mensagens do pastor Estevão, baseou-se no ensino escatológico do último livro da Bíblia – o Apocalipse ou a revelação de Jesus Cristo ao apóstolo João, quando este se encontrava na ilha de patmos. Temas esses elucidativos, esclarecedores e

VERSOS PARA NENZINHA

Onaldo Queiroga

Onaldo Queiroga*

             
             Era infinito o amor que o poeta Ronaldo Cunha Lima tinha por sua mãe. Relatam amigos que ele conversava todos os dias com dona Nenzinha, pessoalmente ou por telefone. Onde estivesse, sempre encontrava tempo para pedir a benção, externar em versos o seu amor, ao tempo em que lhe pedia conselhos.

            O amigo José Afonso Gayoso Filho contou-me que numa certa ocasião, no mês de julho de 1988, o poeta Ronaldo estava na cidade de Piancó, acompanhado do saudoso Babá Gayoso. Faziam visitas políticas, quando, ao cair da tarde, saíram em direção a Campina Grande. Ao passarem pela cidade de Santa Terezinha, resolveram fazer uma parada no bar “Rubacão do Heriberto”. Tomaram umas cervejas e, de repente, Ronaldo lembrou-se de que, naquele dia, não havia falado com sua mãe, então, deixou Babá no citado bar e foi até

Mensalão, um divisor de águas

Genival Torres Dantas

Genival Torres Dantas*

Quando em 2005 o assunto começou a tomar conta das páginas dos principais jornais do nosso país não poderíamos imaginar tamanha história começava a ser escrita a partir daquele novo termo introduzido na vida política do Brasil.
Decorridos cinco anos, muita coisa foi discutida, enumerada, fatos expostos à opinião pública, denúncias escabrosas, revelações inacreditáveis, posições contundentes, perguntas maldosas, respostas cínicas, atitudes imponderadas e casos arrepiantes.
Dia 2 último o Brasil começou a assistir o grande espetáculo de um julgamento incomum, a história política sendo julgada através dos executores do mensalão, por parte de uma parcela da sociedade composta por políticos, empresários e

MÊS DE AGOSTO: NADA DE DESGOSTO

Clemildo Brunet

CLEMILDO BRUNET*

O mês de agosto tem sido tratado de modo pejorativo com as várias qualificações que lhes são atribuídas, advindas de superstições e crenças populares, oriundas de culturas diferentes. Conta-se que o Imperador romano César Augusto, não querendo ficar atrás de Júlio Cesar, que também havia criado o seu mês, (julho com 31 dias), resolveu criar também o mês de agosto em sua homenagem numerando de igual modo 31 dias. Agosto, do latim Augustus, é o oitavo mês do calendário Gregoriano.

Não existe nenhuma explicação aplausível para que o mês de agosto seja considerado um mês azarento, chegando a ser chamado de mês do cachorro doido, da bruxa na aviação, das fantásticas noites do terror ou